segunda-feira, 6 de agosto de 2012

11º CAPITULO “Eu pensava que você era diferente” - Recomeçar


E assim o dia se encerrou. E digamos que ele não decepcionou. Na escola pude aprender varias coisas novas, mas para mim, o aprendizado mais importante que tive hoje foi: O que é amizade.  
                                                               (...)
A semana passava rápido, e sem muitas surpresas, apesar de estar melhor e de estar perto de pessoas que me faziam bem, eu ainda não estava feliz comigo mesmo, estava comendo só para ficar em pé, como minha mãe já estava trabalhando e só ficava eu e Maddie em casa praticamente o dia todo, estava mais fácil esconder que não estava me alimentando direito.
Ultimamente eu estava cada vez mais próxima de Travis e do seu grupo, e cada vez falava menos com o Joe, ainda nos falávamos e eu passava o intervalo com ele e os amigos que ele me apresentou, mas ainda sim, a cada dia que passava nos tínhamos menos momentos juntos e conversávamos cada vez menos.
 Hoje já é sexta, terceira classe, a aula era de Física e não tinha como ficar mais tedioso, ainda bem que faltava poucos minutos para o sinal para o intervalo tocar. Apesar de faltar pouco, aqueles últimos minutos me pareceram os logos e torturantes da semana.
_ Demi, vem passar o intervalo com a gente. – falou Tay. Enquanto todos já se levantavam para sair da sala.
_ Eu já passo com outros amigos, eu não sei se...
_ Só hoje, afinal somos seus amigos também, não é? – perguntou Travis.
_ Tá, eu só vou avisar para eles que eu vou passar o intervalo com vocês.
_ Eles são seus amigos ou seus pais? – perguntou Taylor.
_ Meus amigos, mas...
_ Mas nada, no final eles vão saber. – falou Travis com o tom orgulhoso
_ Como assim? – perguntei.
_ Digamos que não passamos muito despercebidos por aqui – disse Ashley.
Quando ela disse isso ela não estava brincando, por onde andávamos as pessoas olhavam curiosas, abriam espaço, para que pudéssemos passar, ninguém se metia a nossa frente. Eles eram populares no colégio. Dava para ver o olhar das meninas morrendo de inveja da Ashley e da Tay, não só perla beleza, coisa que elas têm de sobra, mas também por andarem com o Travis e com Taylor, os dois eram os meninos que todas queriam namorar.  Isso tudo para mim parecia irreal, em poucos dias eu passei de “A humilhada por todos da escola” para “A Novata que anda com os populares”.
 Antes, quando o intervalo era com Joe, eu sempre ficava no refeitório, mas desta vez fui com eles para a quadra da escola, nos sentamos na arquibancada da quadra. Não demorou muito para que uns meninos chamassem Travis e Taylor, senti que todos ficaram tensos com isso, mas tentei ignorar esse acontecimento.
_ Vou lá. – Falou Travis indo em direção dos meninos que os chamaram.
_ Daqui a pouco a gente volta. – disse Taylor saindo junto com Travis

_ Demi, você é bem próxima do Joe, não é? – perguntou Ashley
_ É. Somos da mesma família – respondi.
_ Ah. Então vocês são só amigos né? – perguntou Tay.
_ Sim... Por quê? – perguntei.
_ É que... Eu não sei se você sabe, mas eu namorava o Joe. – disse Ashley. Confesso que nunca tinha ligado as historias. A Ashley que o Joe disse na praia, era a mesma que estava na minha frente. _ Nos últimos dias estávamos tendo algumas brigas, mas ainda sim estávamos tentando manter o relacionamento, afinal nos amamos. Mas nesse ultimo domingo ele me ligou e disse que não queria mais nada comigo. – disse ela triste. _ E nem sei o por quê, nos nem tínhamos brigado naquele dia. E eu venho tentando voltar com ele, mas ele cada dia me ignora mais. Ontem eu falei com a Miley – falou mostrando a língua ao falar o nome da Miley. Pelo jeito Ashley não gostava dela. _ e ela disse que o Joe parece estar apaixonado por outra menina, mas aquela vaca não quis dizer quem era a menina.  – disse nervosa.  _Sabe... Eu ainda amo o Joe, eu quero muito reconquista-lo.  E eu percebi que você é bem próxima dele... Como nos somos amigas, eu estava pensando se você pode me ajudar a reconquista-lo. – falou ela.
Eu sou amiga da Ashley e, apesar de sentir algo, não tenho nada com o Joe, eu posso muito bem ajuda-la a reconquista-lo, mas algo em mim não queria, era como se no caso de eu ajuda-la fosse perder o Joe. Apesar de estarmos nos afastando cada vez mais durante esta semana, eu ainda o considerava muito, ainda há um sentimento, na qual eu não sei a intensidade, não ainda, mas sabia que era algo real.
_ Então você me ajuda? – perguntou Ashley.
_ Eu...
_ Por favor, eu amo ele. Eu preciso tê-lo de volta – disse quase chorando.
_ Vai Demi! Quê que custa ajudar. Afinal de contas somos amigas não é? – Perguntou Tay. Mas antes que eu pudesse responder, voltou a falar. _ E amiga é para isso, ajudar a outra, SEMPRE.
_ Tudo bem, eu ajudo. – disse. Ela realmente o amava, não podia deixar de ajuda-la por um capricho meu. Se a Ashley o ama tanto quanto parece, ela o irá fazer feliz._ É só me dizer o que eu preciso fazer. – disse sem animo, mas dando um sorriso de canto.
_ Awn Demi. Muito obrigada – disse Ashley, me abraçando. _ Primeiro eu preciso que você veja com ele se ele realmente está apaixonado por outra garota. O que vier depois dependerá apenas da resposta dele. – falou desfazendo o abraço.
_ Mas se ele disser que está apaixonado, nos não poderemos fazer nada – falei.
_ Claro que vamos fazer. Nem que eu tenha que acabar com essa garota, eu vou conseguir ter o Joe de volta – disse. O seu tom me assustou, comecei a me arrepender de ter aceitado a ajudar.
_ É assim que se fala amiga. – falou Tay rindo.
_ Vocês estão me assustando agora – falei realmente assustada e disfarcei dando um sorriso de lado.
_ Fica tranquila Demi, quem tem que se preocupar é a garota que o Joe pode estar apaixonado. Eu amo o Joe e não deixarei ninguém ficar entre ele e eu. Não quero perde-lo. E não me importa o que eu tenha que fazer para que ele seja meu. – disse Ashley. _ Demi, tem uma coisa que você precisa saber sobre mim, eu não deixo ninguém passar na minha frente. Ninguém. 
                                                                              (...)
Assim que a aula terminou fui em direção a saída, quando cheguei, Paul já estava nos esperando. Joe como sempre sentava na frente junto a Paul e por isso ficava mais difícil uma conversa particular.
_ Eu estava pensando em chamar vocês para jantar hoje lá em casa, Demi – falou tio Paul. _ depois que vocês foram para aquela casa nunca mais apareceram lá.
_ Por mim tudo bem. É só falar com mamãe. – falei.
_ Eu tenho certeza que ela vai aceitar – falou Maddie.
_ Eu também – disse Paul.
                                                                              (...)
Como era esperado, a minha mãe aceitou o convite. Assim que Dallas chegou, demos um tempo para que ela se arrumasse, e fomos para casa de Paul.
Ao chegar lá fomos apresentados a Danielle a namorada de Kevin, ela era realmente um doce de pessoa, após o almoço eu e ela ficamos conversando, enquanto os outros faziam outras coisas.

_ Posso tem alguns minutos com minha namorada ou perdi ela para você – perguntou Kevin, abraçando a Danielle por trás, carinhosamente.
_ Claro que pode. – falei. Olhei para a sala e não vi o Joe. _ Kevin você viu o Joe?
_ Ele tá lá no quintal. – respondeu ele.
_ Obrigada. – disse a ele.
Fui para o quintal e o vi sentado na grama, olhando para o nada. Andei mais um pouco cheguei perto dele e sentei-me ao seu lado.
_ Oi Joe – falei.
_ Oi – respondeu frio.
_ Tá tudo bem? – perguntei.
_ Uhum.
_ Tem como você falar comigo direito, por favor – falei.
_ Para quê? – perguntou irritado.
_ O que eu te fiz?
_ Nada. – respondeu com um tom irônico.
_ Então por que esta me tratando deste jeito? – perguntei.
_ Talvez por que eu queria. – falou.
_ Joe, por favor, me fale o que te fiz. – implorei. Não me lembrava de tê-lo feito mal.
_ Talvez por que você tenha me abandonado por...
_ Você esta me tratando assim por eu não ter passado o intervalo com você? – perguntei o interrompendo.
_ Eu não ligo se você passa o intervalo comigo ou não o meu problema e que você me abandonou para se envolver com... – Ele se interrompeu ao falar. Ele estava realmente estava irritado. _ Eu só esperava mais de você Demi. Eu pensava que você era diferente. – disse como se estivesse com nojo, se levantou e me deixou lá sozinha.
                               CONTINUA...
Mais um capítulo, espero que gostem ;) 
BJSSSSSSSSSSS

Um comentário:

  1. Oi! nova seguidora!! To amando a fic! Posta logo!!

    ResponderExcluir